sexta-feira, 22 de maio de 2009

Instalar controlador para placa Nvidia GeForce FX 5200

ACTUALIZAÇÃO: Está disponível neste blogue como complemento a esta mensagem, uma mensagem que inclui imagens passo-a-passo da instalação:

Estes são os passos a seguir para instalar o driver ou controlador privativo de Nvidia para esta placa gráfica. Estas instruções são para máquinas de 32 bits (x86).
Vamos á página de Nvidia e descarregamos o controlador mais recente.

Ao dia de hoje a versão mais recente é a 173.14.25

Possivelmente haverá que ler e aceitar a licença de Nvidia antes de poder descarregar o ficheiro.

Acto seguido descarregamos o ficheiro NVIDIA-Linux-x86-173.14.25-pkg1.run e guardamos onde quisermos, numa pasta, ambiente de trabalho...apenas devemos tomar nota onde guardámos o ficheiro.



Importante: se temos alguma instalação anterior feita de alguma versão anterior do driver de Nvidia, por exemplo, a versão 173.14.12 que seria a anterior, é imperativo apagar qualquer rastro do mesmo,  já que caso contrário, a instalação falha e possivelmente o servidor gráfico X não arranque !
Se não instalou nenhuma versão anterior á 173.14.25 ou tem uma instalação novinha passe directamente ao passo 2 !!!
Requisitos: ter instaladas as ferramentas de desenvolvimento (development)
make
gcc
pkg-config
o pacote linux-headers correspondente com a versão do kernel do Linux que tenhamos instalado. Para ver qual a versão instalada, abrimos uma consola ou terminal e executamos como usuário ( não faz falta ser root ):

uname -r

No meu caso a saida deste comando seria:

$ uname -r
2.6.26-2-686


A minha versão do kernel é a 2.6.26-2-686, logo posso abrir o gestor de pacotes Synaptic e procurar pelo pacote linux-headers 2.6.26-2-686.
Passo 1:
Importante: desinstalar com Synaptic se quiserem, o pacote nvidia-glx !! 

É muito importante que seja eliminado.

Devemos eliminar também o ficheiro:

/etc/init.d/nvidia-glx


e o ficheiro:

/etc/init.d/nvidia-kernel 

Estes 2 ficheiros nvidia-glx e nvidia-kernel têm de ser eliminados como root ou super-usuário  já que estão dentro de pastas do sistema !


Passo 2:
Fechamos a sessão e voltamos ao ecrã de inicio de sessão.
Carregamos em CTRL+ALT+F1 ao mesmo tempo. O servidor gráfico fechará e ficaremos em modo terminal.


Fazemos o login.
Acto seguido escrevemos:

su

metemos a palavra-chave ou password de super-usuário.
Vamos até á pasta onde descarregámos o driver de Nvidia. Se ficámos com o ficheiro NVIDIA-Linux-x86-173.14.25-pkg1.run na nossa pasta /home escrevemos:

# cd /home

o sufixo "#" não é preciso escrever, aparece na linha de comandos do terminal e apenas nos indica que estamos como ROOT ou SUPERUSUÁRIO.

Se estamos como um usuário normal o sufixo será "$"

Acto seguido escrevemos : (atenção ás maiúsculas e minúsculas, são importantes ! )

# export CC=gcc-4.1

Com este comando usamos o compilador gcc com o qual o nosso kernel foi compilado e vai ser necessário usá-lo também para construir o controlador (driver)!
De seguida paramos o gestor de arranque, que por defeito é o GDM, com o seguinte:

# /etc/init.d/gdm stop

Se usamos o gestor de arranque KDM será assim:

# /etc/init.d/kdm stop

... pelo qual tanto usemos GDM ou KDM dará uma mensagem que indica que o serviço foi parado.

De seguida executamos o ficheiro de instalação de Nvidia NVIDIA-Linux-x86-173.14.25-pkg1.run da seguinte maneira:

# ./NVIDIA-Linux-x86-173.14.25-pkg1.run

Nota: Enquanto escreve o nome pode carregar na tecla TAB (ou tabulador) e o sistema auto-completa, agilizando a acção de escrever nomes de ficheiros)

Muita atenção: não esquecer escrever "./" antes do nome do controlador, já que "./" dá a indicação para executar o ficheiro NVIDIA-Linux-x86-173.14.25-pkg1.run

De seguida é executado o ficheiro e praticamente temos que dizer "sim" a tudo.

Se der algum erro que não pode encontrar o módulo do kernel desde a página de Nvidia, não se preocupem,  já que o instalador construirá um módulo.

No fim pergunta se queremos que altere o ficheiro xorg.conf.

Diremos que sim (yes) para que seja actualizado automaticamente.

Quando termine voltará á linha de comandos e só nos resta arrancar o servidor gráfico com o comando:

# /etc/init.d/gdm restart

ou caso usemos KDM:

# /etc/init.d/kdm restart

Se tudo correu bem, antes do ecrã de inicio de sessão aparecerá o logótipo de Nvidia a ecrã completo.

Fazemos login e para comprovar se temos o driver bem instalado e se temos a aceleração 3D activada executamos o seguinte comando :

$ glxinfo

dará a seguinte saída de dados:

~$ glxinfo

name of display: :0.0
display: :0 screen: 0
direct rendering: Yes
server glx vendor string: NVIDIA Corporation
server glx version string: 1.4
.....
Esta é a parte mais importante.


Na terceira linha podem ver :


direct rendering: Yes

quer dizer que está activada a aceleração 3D !

$ glxgears

aparecerão umas engrenagens em movimento numa janela e os FPS deverão andar na ordem dos 1700 ou 2000, isto se não temos alguma aplicação aberta.
Se não temos instalados os pacotes glxinfo e glxgears podemos instalá-los tanto desde synaptic ou desde a consola ou terminal com o comando (como root ou super-usuário):

# apt-get install glxgears glxinfo

Devo dizer também que este controlador serve para muitas placas diferentes, na página de Nvidia têm a lista de placas gráficas suportadas por este controlador. Assim também como esta guia pode servir para distribuições baseadas em Debian.

Mais tarde irei adicionado umas capturas de ecrã para que seja uma mais ilustrativa.

Cumprimentos a todos.

0 comentários:

Enviar um comentário

É favor manter a boa educação nos comentários. Qualquer comentário ofensivo, racista, desprestigioso, apenas com objectivo de inundar o blogue ou comentários de publicidade não solicitada serão eliminados. Serão aceites comentários em Português, Espanhol e Inglês. Comentarios en Portugues, Español y Ingles seran aceptados. Comments in Portuguese, Spanish and English will be accepted.

Notícias GNU/Linux